Our Blog

Não gostei da primeira temporada da série Hannibal. Se elenco fizesse o filme, teria sido brilhante. Mas o roteiro é fraco e repetitivo. Só com esforço se consegue perceber algum parentesco da série com os longas do cinema com o mesmo personagem. A série é uma imitação do Dexter, piorada. O roteirista Bryan Fuller violentou o roteiro original dos filmes, fazendo uma sucessão de imagens de atrocidades inverosímeis. O estudo psicológico sofisticado de O Silêncio dos Inocentes se transforma num amontoado de corpos de crimes impossíveis. A psicopatologia dos personagens originais parece ter se transformado na psicopatologia do roteirista. Está mais para filme de terror do que policial. O demérito do roteiro não é compensado pelas atuações brilhantes dos atores. Laurence Fishburn faz um Crawford mefistofélico, um manipulador. Hugh Dancy como psicopata do “bem” é ótimo, mas se perde nos devaneios do roteirista, compondo um personagem artificial. O ator Mads Mikkelsen poderia estar brilhante no papel do doutor Lecter se o roteiro prestasse. Um desperdício de talentos com texto ruim. A série Hannibal tem tudo no lugar: atores, figurinos, cenários, fotografia, direção. Mas não tem uma boa história para contar. Não vale a pena ver.

administrator

So, what do you think ?


quatro × = 8