Bastou Lula calar-se, por força de sua enfermidade, que vimos o governo de Dilma Rousseff perder o rumo, fato tão bem ilustrado pela derrota na recondução de Bernardo Figueiredo para a Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, ocorrida ontem no Senado. O fato em si é irrelevante, mas indica que a retirada de cena do ex-presidente

Read more…

Decidi oferecer, no Instituto Internacional de Ciências Sociais, aqui em São Paulo, um curso sobre o livro de Miguel de Cervantes, Dom Quixote. O romance, que inaugurou o gênero, está completando quatrocentos anos. O primeiro dos dois livros que compõem a obra foi publicado em 1605 e o segundo em 1615. Com alguma justiça podemos dizer

Read more…

Temos visto nos últimos dias um festival de truculência do partido governante, o PT, capitaneado pela presidente Dilma Rousseff, que mesmo na época da ditadura militar foi desconhecido. Alguns fatos são muito visíveis, como a reformulação da política econômica e a transformação dos banqueiros em bodes expiatórios. A redução abrupta e unilateral das taxas de

Read more…

Publicado originalmente na revista Dicta&Contradicta   Ficha Técnica: Leo Strauss, Direito Natural e História, Tradução de Miguel Morgado, Lisboa, Edições 70, 2009 (Publicado originalmente em inglês, em 1950). Miguel Morgado, A Aristocracia e seus Críticos, Lisboa Edições 70, 2008.   Miguel Morgado é um jovem filósofo português ainda pouco conhecido no Brasil. Professor no Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica

Read more…

“Nós assim o compreendíamos, porque assim o queríamos compreender”. Pero Vaz de Caminha   Tenho escrito reiteradamente sobre os perigos que vejo nos tempos presentes, no que tenho chamado de Estado Total. O Estado contemporâneo, não obstante sua aparência democrática, e talvez até mesmo por causa dela, da democracia no estilo proposto por Rousseau, está

Read more…

O fracasso político-eleitoral das idéias liberais em todo o mundo é patente. O discurso sobre o liberalismo tende a encantar certo tipo de platéia de intelectuais e acadêmicos. Acredito que no Brasil essa platéia não encheria um ônibus, incapaz portanto de encontrar nomes passíveis de empolgar a opinião pública. O discurso liberal, centrado na exaltação da propriedade

Read more…

A saída de Marina Silva do ministério do Lula é um emblema de como agem os revolucionários em um meio democrático. O PT tornou-se o partido-ônibus dos diferentes revolucionários, que clamam por diferentes bandeiras políticas, tendo em comum o propósito de mudar tudo que está aí, a herança de 500 anos, como gostam de falar.  

Read more…

O desesperado gesto do primeiro-ministro grego de remeter o “pacote” europeu a referendo plebiscitário precisa ser compreendido. Há grandes equívocos teóricos sobre a questão da democracia. Esta não é regime político, é mero instrumento de escolha de dirigentes. A radicalização que grupos de esquerda querem fazer do instrumento democrático de escolha de dirigentes é um

Read more…

A abertura da 1ª CONFECOM agora à noite foi além das minhas piores expectativas. A platéia, basicamente tomada por militantes esquerdistas, é a própria materialização do homem-massa no poder. O clima era de festa, lembrava um show de auditório. Por várias vezes soaram aplausos como se fosse um show de artista popular, tentando apressar o

Read more…

Hoje está uma linda manhã de sol, um dia luminoso nesse tempo outonal paulistano. Esses profetas do apocalipse do aquecimento global não cansam de errar, pensou Quinhocom seus botões. Povo mentiroso, esses comunistas do clima, que fazem alarido apenas para ganhar verbas do governo e abolir a liberdade das pessoas. Pior, para apressar a instalação do

Read more…