O primeiro aniversário dos atentados de 11 de setembro me leva a pensar nosque morreram, nos milhares de inocentes que pereceram pelo fogo e pelo esmagamento, no mais infame ataque terrorista em muitas décadas. Foramvítimas da maldade humana, a mais nefanda. Qualquer razão cala diante desse holocausto. Qualquer palavra fora do lugar rompe a sacralidade da sua memória. Que

Read more…

Escrevo sob o impacto da emoção. Quão terrível é ver toneladas e mais toneladas de concreto desabarem, em chamas, sobre um sem número de homens e mulheres; quão estúpida é uma ação que, se não tem resultados políticos nulos, colhem resultados negativos; o mal está em todo lugar, até no interior das organizações mais poderosas, de

Read more…

Em 11 de setembro de 2001, pouco depois das 9:00 da manhã desci as escadas do escritório da livraria que administrava no Shopping Market Place, em São Paulo. Passei pelo aparelho de TV, ligado, e um funcionário me chamou a atenção para as imagens então exibidas, de um avião que acabara de se chocar (na verdade, penetrar) em uma

Read more…