Vargas Llosa gastou seu artigo de hoje falando de Nietzsche. Louvando sem exagerar. Mas o fato é que Nietzsche é execrável. Nada é original em Nietzsche. Imita descaradamente João Evangelista, seu grande modelo e objeto de crítica. Parodiou o apóstolo. Nem as ideias de Nietzsche são originais. “Deus está morto” estava na boca de todos

Read more…

A obsessão da literatura com o tema do mal é marcante. Desde que Goethe escreveu o Fausto a coisa ficou assim. O mal elevado a motor da história. Otto Lara Resende e Guimarães Rosa foram os autores que levaram a presença do mal à máxima expressão artística entre nós. Ambos celebraram, em nome dos brasileiros,

Read more…

Acabei de ler o livro Boca do Inferno, de Otto Lara Resende. Maravilhoso. Otto escreve manso sobre temas duros, sem piedade alguma. Esses contos do Boca do Inferno são certamente obra prima, do nível de A Testemunha Silenciosa. Otto não vê redenção na nossa gente. Ele olhou bem dentro das nossas entranhas e desnudou o

Read more…

Ao ler o comentário de Luiz Zanin Oricchio sobre o documentário Os Últimos Cangaceiros, de Wolney Oliveira (veja aqui), não pude deixar de meditar sobre o fascínio que essa figura, o cangaceiro (ou jagunço, como às vezes é chamado) exerce sobre as pessoas, mesmo aquelas que vivem distante do sertão e nunca viram um jagunço

Read more…

MOBY DICK 25/03/2003   Faço aqui um breve comentário, mais no intuito de divulgar a obra entre aqueles que não leram, ou leram na juventude e deixaram de sorver o vinho armazenado em velhos odres, o melhor de todos. Ler o livro de Herman Melville, “Moby Dick” (que abreviarei de hora em diante de MD),

Read more…

DESTRA x SINISTRA OU A DOUTRINAÇÃO GRAMSCIANA DE NORBERTO BOBBIO 09/03/2001   Imagine você uma sala de jovens recém ingressados no curso superior, qualquer deles, e que um desses professores-doutrinadores tenha feito a eles a encomenda da leitura do livro do BobbioESQUERDA E DIREITA: RAZÕES E SIGNIFICADOS DE UMA DISTINÇÃO POLÍTICA (Ed. UNESP, 1995). Pode apostar

Read more…

Publicado em 10 de janeiro 2009   Encontrei em um sebo um antigo livro de Peter Drucker,  A REVOLUÇÃO INVISIVEL, Como o Socialismo Fundo de Pensão Invadiu os Estados Unidos (São Paulo, Editora Pioneira, 1977). O livro foi visionário. Uma leitura atenta do mesmo vai mostrar que Drucker conseguiu fazer a economia política dos fundos

Read more…

A leitura do livro DINHEIRO E MAGIA (Rio de Janeiro, Zahar, 2011), de autoria de Christoph Binswanger e com prefácio e posfácio de Gustavo Franco, traz para a reflexão do leitor a atualidade do Fausto de Goethe. Estou convencido de que é impossível a correta interpretação dos fatos candentes da atualidade, como a própria crise econômica, sem uma revisão atenta

Read more…

É preciso compreender a obra de Jung e talvez o melhor texto para ver como o psicólogo suíço tropeçou nas próprias pernas seja no ensaio publicado em 1945, “Depois da Catástrofe” (inserido no livro Aspectos do Drama Contemporâneo, editado pela Vozes). É certo que esse texto só será compreensível, em todo o horror de suas

Read more…