O homem precisa descobrir novamente o contato com o transcendente, com o Deus de nossos pais. Quando li pela primeira vez, por volta dos trinta anos, o opúsculo de Jung RESPOSTA A JÓ sofri um choque soberbo. Até então me considerava ateu e nunca havia levado a sério nem a teologia e nem as Escrituras.

Read more…